Venda antecipada para atrativos turísticos: como explorar essa estratégia poderosa

Depois de um ano desafiador e de muitos prejuízos para o setor de turismo, com o avanço da vacinação em todo o país, a expectativa é que a retomada das viagens seja impulsionada em 2021, principalmente nas datas festivas do final de ano.

É o que esperam especialistas do setor e o que dizem estudos realizados por grandes agências de viagem para entender a intenção dos viajantes nos próximos meses.

Por aqui, nós já falamos sobre a transformação no comportamento dos turistas, causada pelas medidas sanitárias.

Além disso, trouxemos estratégias de marketing para atender a esta nova demanda e impulsionar as vendas dos atrativos turísticos.

Agora, pensando nas vendas dos nossos parceiros, vamos aprofundar uma das estratégias mais importantes e eficientes para o futuro do turismo: a venda antecipada.

Abaixo listamos as melhores práticas desse método, qual a importância de colocar o cliente no centro dessa estratégia e por quê esta iniciativa pode salvar a saúde financeira do seu atrativo turístico, no presente e no futuro.

Conheça as melhores práticas de venda antecipada para atrativos turísticos

Tradicionalmente, o setor de turismo sempre trabalhou com a venda de viagens agendadas com período considerável de antecedência. Então, o que muda dessa vez com as vendas antecipadas?

A fim de fazer o viajante se sentir mais seguro ao comprar viagens, as vendas antecipadas são feitas acompanhadas de benefícios, como ofertas especiais, descontos, brindes, entre outras coisas que tornam a compra um ótimo negócio para o viajante - e por isso, inadiável.

Alguns exemplos são:

Na prática, pode ser difícil vender mais barato em um cenário pós-pandemia, que ainda é negativo ou incerto para a maioria dos negócios. 

No entanto, entre manter a operação funcionando com ofertas promocionais e manter preços lucrativos que não vendem, vale a pena pensar momentaneamente.

Tais medidas serão fundamentais para recuperar a confiança do consumidor e fazer com que ele se sinta incentivado e seguro para a viajar.

A importância das datas flexíveis

Com a pandemia, a incerteza foi constante na vida das pessoas ao longo dos últimos meses. 

Calendário escolar e faculdades; comércio e shoppings; parques, cinemas e áreas de lazer; todos viveram momentos de muita incerteza, assim como o turismo.

As medidas locais, determinadas por meio dos decretos municipais, afetaram os negócios e os consumidores em cheio.

Enquanto os negócios passaram a viver a incerteza do faturamento mensal, as pessoas passaram a conviver com a possibilidade de terem os planos cancelados a qualquer momento em consequência das medidas sanitárias.

Por este motivo, as datas flexíveis se tornaram fundamentais para que os viajantes possam comprar sem ter prejuízos no futuro e para que os atrativos possam contar com a entrada de dinheiro.

Para o seu negócio conquistar a confiança do viajante, atraí-lo, manter o faturamento e até mesmo aumentar o lucro, será necessário atender a esta nova demanda de relacionamento e política entre atrativos e viajantes.

Incentive o turista a remarcar em vez de cancelar

Enquanto o desafio de vender já é maior do que em outros tempos, lidar com o cancelamento de viagens que já estavam vendidas pode ser o pesadelo de muitos atrativos turísticos.

Por este motivo, a prática de incentivar o cliente a remarcar, ao invés de cancelar a viagem, tem se tornado cada vez mais comum, inclusive entre as instituições reguladoras do setor.

Desta forma, garanta que políticas flexíveis de reagendamento façam parte das negociações do seu atrativo. Mas não apenas isso: certifique-se de incluir essa facilidade nas campanhas de marketing, a fim de garantir que os viajantes sejam informados sobre ela.

Tal estratégia pode ser um grande diferencial para que o seu viajante compre agora e não deixe para depois.

Trabalhe o relacionamento com o viajante

As datas flexíveis servem para trazer mais segurança aos viajantes, no entanto, sozinhas não são capazes de eliminar o desgaste e o sentimento negativo causados pela necessidade de remarcar uma viagem muito esperada.

Por este motivo, os atrativos devem utilizar a oportunidade para formatar uma oferta ou entrega personalizada que seja complementar à viagem adquirida inicialmente, ou ainda, que seja completamente diferente.

O importante é causar algum nível de surpresa ou satisfação que supere os atritos vividos até ali - mesmo que a culpa não seja do seu negócio. 

Faça um overdelivery, ou seja, entregue mais (sem que isso sobrecarregue seu caixa), mas sempre superando as expectativas dos consumidores.

Para isso, é necessário conhecer o perfil do cliente, a fim de utilizar a oferta e abordagem mais adequada para ele.

Muitas vezes, os viajantes ficam na expectativa por meses ou até por mais de um ano e remarcar somente por remarcar pode não ser uma opção em meio à frustração.

Então pense em ofertas ou entregas que possam gerar esse sentimento de satisfação, surpresa ou que seja capaz de trazer expectativas positivas para superar o desgaste.

 Isso vai ser fundamental para incentivar que o turista remarque, nunca cancele.

Utilize ferramentas que auxiliem neste processo

Ao oferecer datas e políticas mais flexíveis para os viajantes, atrativos turísticos devem ter em mente que terão de cumprir com as condições oferecidas para os turistas quando os mesmos forem utilizar o serviço comprado.

Além de monitorar as ofertas entregues de forma personalizada para cada cliente, será necessário contar com soluções que automatizam o controle de disponibilidades, das reservas e produtos vendidos.

A plataforma completa do Paytour já auxilia centenas de receptivos turísticos que vendem online. 

Além de criar uma loja própria para o receptivo, o Paytour auxilia diretamente na gestão das reservas, dos parceiros (afiliados), destinos, das comissões e nas integrações, possibilitando a venda por diferentes canais.

Investir em soluções como o Paytour, além de trazer mais organização e melhorar a gestão, também é decisivo para que administradores possam focar nas estratégias em vez de processos manuais de controle.

Proporcione segurança aos viajantes

Uma prática que se tornou comum é que as pessoas estão buscando informações sobre as medidas sanitárias adotadas por cada destino antes de fechar a compra.

Empresas comprometidas com as medidas de segurança serão as mais procuradas e já existem até mesmo selos, como o Turismo Responsável, Limpo e Seguro, criado para identificar os atrativos que estão cumprindo com as recomendações sanitárias.

Mais do que selos ou certificados, os procedimentos práticos adotados para garantir a segurança dos viajantes serão levados em consideração e, por isso, devem aparecer de maneira clara durante a estadia, mas também devem ser descritos para que o viajante acesse facilmente antes da compra.

Vendas antecipadas como estratégia para sobreviver e prosperar

A estratégia de vendas antecipadas será uma grande aliada para os atrativos turísticos nos próximos meses.

Em um cenário que ainda é repleto de muita insegurança, mas com uma grande demanda de viagens reprimidas, oferecer maneiras dos viajantes terem confiança ao planejar viagens e comprar com antecedência é fundamental neste novo cenário.

Apesar das incertezas, 66% dos participantes de uma pesquisa realizada pela rede hoteleira Four Seasons afirmaram que desejam conhecer novos lugares quando voltarem a viajar.

O dado demonstra que os viajantes estão ansiosos para voltar a ter novas experiências e conhecer novos destinos, contanto que encontrem condições favoráveis e seguras para isso.

Agora bora lá pensar nas suas estratégias de venda antecipadas? Conte com a gente para te ajudar. Sempre que precisar, pode chamar a gente!

O impacto da LGPD no ambiente digital

A Lei Geral de Proteção de Dados passou a ter vigência obrigatória, a partir de agosto de 2021, e tem como objetivo principal proteger, de forma igualitária e dentro do país e no mundo, os dados pessoais de todo cidadão que esteja no Brasil.

Entretanto, numa pesquisa recente feita pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), apenas 37% dos brasileiros afirmam conhecer “muito bem” ou “mais ou menos” a LGPD, enquanto que 60% dizem só ter “ouvido falar” ou sequer conhecem a nova legislação.

É preocupante que mais da metade da população brasileira não saiba o que é e para que serve a nova LGPD. Notamos que o país ainda tem um longo caminho a percorrer no que diz respeito à educação digital, entender para que serve a legislação é fundamental para que suas informações fiquem protegidas, longe de golpes e fraudes.

O que é a LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) estabelece orientações importantes e obrigatórias para a coleta, processamento e armazenamento de dados pessoais no Brasil. Legislações como essa já passaram a ser aplicadas em outras regiões, como a General Data Protection Regulation que entrou em vigência em 2018 na União Europeia. Mudanças trazem grande impacto para o ambiente digital e na forma de lidar com dados. 

A partir dessa nova lei, os brasileiros passam a fazer parte de um grupo de países que contam com uma legislação específica para a proteção de dados dos seus cidadãos. Perante aos diversos atuais casos de comercialização e vazamento de dados, as novas diretrizes garantem a privacidade dos brasileiros assegurados pela nova lei brasileira.

Entendendo como funciona a LGPD

Dados pessoais

O texto sancionado define como dado pessoal qualquer informação relacionada à pessoa natural não-anônima ou anônima. A legislação é bem específica para proteger todo e qualquer dado, incluindo até mesmo os dados sensíveis, os quais são usuários que possuam dados como origem racial ou étnica; convicções religiosas; opiniões políticas; informações genéticas ou biométricas; e afins.

Consentimento dos usuários

Presente no artigo 5 da lei, o consentimento é a “manifestação livre, informada e inequívoca pela qual o titular concorda com o tratamento de seus dados pessoais para uma finalidade determinada”. É necessário que as empresas informem e deixem claro a finalidade do uso dos dados, a finalidade precisa ser explicada a partir de “propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados”.

Transparência

Ao mesmo tempo que é preciso ter conhecimento, é preciso ter transparência sobre a informação. A lei visa garantir que o titular dos dados possa acessar facilmente as informações que as empresas têm sobre o usuário e tenha a liberdade de revogar sem complicações o consentimento sobre o uso das informações.

Sanções

Cerca de 4(quatro) artigos definem as punições às empresas que descumprirem as regras, que vão de um advertência a multas diárias de até 2% do faturamento da companhia.

Esses foram alguns pontos importantes a serem destacados sobre a nova LGPD, o mercado digital brasileiro vem crescendo e para isso, é necessário acompanhar essas mudanças. E aí, sua loja já está adequada à LGPD? Não? Conte agora com um sistema de reservas totalmente seguro e adequado à LGPD!

A importância da Criptografia de Dados para seu negócio

A Lei de Proteção de Dados é uma norma legal que entrou em vigência desde 2018 e passa a ser obrigatória para todos sites da internet em agosto de 2021. 

A lei tem como objetivo regular a forma como os seus dados pessoais devem ser utilizados por qualquer pessoa, a fim de proteger os direitos fundamentais, dentre os quais, a liberdade e a privacidade.

Após diversos casos de vazamento de dados ocorridos por empresas como Facebook, a segurança dessas informações passou a ser prioridade em todo mundo. Uma vez que dados são considerados uma das informações mais valiosas nos dias atuais, exige-se cada vez mais segurança com esses dados. 

A criptografia de dados passa a ser necessária para que as informações evitem de ser vazadas, mas o que é a criptografia? Como é feita essa técnica? Vem saber mais com a gente!

O que é a criptografia de dados?

A criptografia é um conjunto de práticas pensadas para proteger uma informação que é trocada no ambiente virtual, para que somente o emissor e o receptor  das informações consigam entender, todos os dados entre esse caminho estão criptografados.

Essa técnica reforça a segurança de um dado ou arquivo misturando a sua informação, o embaralhamento dos dados se dá por meio de algoritmos matemáticos que codificam a informação do usuário para que só uma pessoa possa saber.

A criptografia é um dos meios mais seguros e utilizados para proteger a privacidade dos seus dados na internet, uma vez que os dados estão ocultados através de códigos. 

Dessa forma, o emissor e receptor da informação precisam de chaves para decifrar os dados, a única forma de acessar a chave criptografada é utilizando o computador com o sistema presente.

A criptografia de dados é uma solução de segurança versátil: pode ser aplicada desde de uma senha até aos dados de um arquivo. Essa codificação é feito para que informações importantes e sigilosas para para que elas não caiam nas mãos de pessoas erradas. 

Como funciona a criptografia?

A base da criptografia são as chaves, que podem ser utilizadas para criptografar e também para descriptografar informações. Quando a chave é simétrica, significa que ela pode ser usada nas duas pontas da transmissão. Já quando a chave é assimétrica, isso quer dizer que as chaves de criptografia e descriptografia são diferentes. 

Alguns exemplos de protocolos são: 3DES; AES; TLS; e SSL, essa última chave é bastante utilizada em sites da internet, como os de compras online. Caso você acesse um site e verifique que ao lado da URL possui um cadeado como esse:  

Significa que o site que você acessou é seguro para estar utilizando e sem perigo de roubo de informações. 

Porque a sua empresa deve ter um sistema com criptografia de dados?

Com esse protocolo de segurança presente, é possível garantir que todos os processos sigilosos da empresa como transações bancárias, dados de clientes, informações de colaboradores, para que sejam feitos com mais segurança dentro do seu sistema. 

Caso esse tipo de informação vaze, isso causará grandes prejuízos financeiros e judiciais para sua empresa, uma vez que a Lei da LGPD já está valendo desde 2018.

Por isso, o ideal é contar com sistemas seguros para efetuar essas transações. Assim, ao realizar ou receber pagamentos, o processo poderá ser feito sem a preocupação de que pessoas não autorizadas tenham acesso a essas informações.

Fora isso, dados sobre clientes e  sobre estratégias, possui informações que não podem ser divulgadas, a partir da LGPD, cada usuário deverá assinar um termo informando que leu os termos de usos e condições do site. 

No presente termo, o usuário poderá aceitar ou não o uso dos dados citados no documento, além disso, terá conhecimento de quais empresas terão acessos a essas informações. 

Entendeu como a criptografia de dados protege suas informações? O ambiente digital vem evoluindo a cada dia e é muito importante estar por dentro das novidades em proteção de dados.

Para ficar por dentro do nosso conteúdo, não deixe de assinar a newsletter e seguir nossas redes sociais. 

Utilize o Selo do Turismo Responsável para oferecer segurança aos turistas e atraia mais visitantes

O Ministério do Turismo criou o Selo Turismo Responsável com o objetivo de estabelecer normas sanitárias para que estabelecimentos comerciais se comprometam a cumprir os protocolos de saúde para prevenção do covid-19.

O selo também tem o objetivo de tornar as viagens mais seguras para trabalhadores e turistas, incentivar a retomada nas viagens, hospedagens e visitas a locais turísticos, auxiliando o setor a recuperar o crescimento.

Para saber como ele funciona, como o seu estabelecimento pode obter o selo e como garantir a segurança dos trabalhadores e turistas para que eles se sintam mais confiantes em viajar, acompanhe!


O que é o Selo de Turismo Responsável?

O Selo do Turismo Responsável, Limpo e Seguro foi criado em 2020 para sinalizar os estabelecimentos que estão cumprindo as normas necessárias para prevenção do covid-19.

Trata-se de um selo que deve ser visualmente acessível para os clientes, através de um QR Code pelo qual o cliente pode acessar as medidas de segurança sanitárias adotadas pelo empreendimento, serviço ou profissional em questão.

Os protocolos de segurança definidos pelo Ministério do Turismo são válidos para 15 atividades turísticas:

Um protocolo específico para cada serviço foi criado pelo Ministério do Turismo e validado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). As diretrizes foram elaboradas a partir de protocolos internacionais que comprovam que medidas como o uso de máscara e distanciamento são eficazes na prevenção.

Como conseguir o selo do Ministério do Turismo?

Para conseguir o selo do Ministério do Turismo, é necessário que os estabelecimentos cumpram as medidas previstas para cada serviço.

Além de medidas como uso de máscara, disponibilizar álcool em gel 70% na recepção e nas áreas de acesso como elevador, buffet, etc., as recomendações também determinam medidas de higienização de objetos, mesas, quartos e orientam que o autosserviço de bagagens e estacionamento seja estimulado pelos hotéis.

Há ainda um protocolo básico que é válido para todos os 15 serviços.

Protocolo básicos para todos os prestadores

  1. Assegurar a lavagem e desinfecção das superfícies onde colaboradores e consumidores circulam.
  2. Promover a medição da temperatura de todos os frequentadores na entrada do estabelecimento, observando que a clientela que apresente febre (37,3 ºC segundo a OMS) ou mesmo febre auto referida, deve ser orientada a buscar o serviço de saúde e seu acesso não deve ser permitido.
  3. Realizar a limpeza, várias vezes ao dia, das superfícies e objetos de utilização comum (incluindo balcões, interruptores de luz e de elevadores, maçanetas, puxadores de armários, entre outros).
  4. Promover a renovação de ar, regularmente, das salas e espaços fechados, abrindo as janelas e portas para passagem da corrente de ar.
  5. Disponibilizar álcool 70% nas formas disponíveis (líquida, gel, spray, espuma ou lenços umedecidos) em locais estratégicos como: entrada do estabelecimento, acesso aos elevadores, balcões de atendimento, para uso de clientes e trabalhadores.
  6. Utilizar lixeiras que não precisam ser abertas manualmente. Esvaziá-las várias vezes ao dia.
  7. Disponibilizar nos banheiros sabonete líquido e toalhas de papel descartáveis.
  8. Disponibilizar cartazes com informações/orientações sobre a necessidade de higienização de mãos, uso do álcool 70% nas formas disponíveis (líquida, gel, spray, espuma ou lenços umedecidos), uso de máscaras, distanciamento entre as pessoas, limpeza de superfícies, ventilação e limpeza dos ambientes.
  9. Providenciar o controle de acesso, a marcação de lugares reservados aos clientes, o controle da área externa do estabelecimento e a organização das filas para que seja respeitada a distância mínima de 1 metro entre as pessoas.

Protocolo para turistas

O site do Selo de Turismo Responsável, Limpo e Seguro também prevê medidas que devem ser cumpridas pelos turistas, reforçando que os mesmos devem ter acesso à informação, verificar as recomendações sobre o estado, município e local antes de viajar e agir de forma responsável.

As empresas podem disponibilizar estas informações por meio de cartilhas ou de um QR Code que destine o visitante para o site ou conteúdo com as informações.

Entre as medidas estão:

  1. Não viajar se estiver doente, se pertencer ao grupo de risco, se morar com alguém do grupo de risco, ou se esteve com alguém com COVID-19 nos últimos 14 dias.
  2. Evitar cumprimentar com contato físico, incluindo apertar as mãos, tanto de funcionários quanto de outros turistas. A distância de segurança de, pelo menos 1 metro, deve ser respeitada sempre.
  3. Caso viaje em carro particular, considere que fazer paradas ao longo do caminho para abastecer, comer ou ir ao banheiro pode colocar você e seus companheiros de viagem em contato próximo com outras pessoas e superfícies frequentemente tocadas e potencialmente infectadas. Evite situações desnecessárias em sua viagem.
  4. Verifique os sites de referência em saúde pública, estaduais e municipais, para obter informações.
  5. Se estiver viajando internacionalmente, consultar o Escritório de Relações Exteriores ou o Ministério da Saúde do país.
  6. Obter detalhes sobre os requisitos de entrada e restrições para viajantes que chegam, bem como testes obrigatórios ou tempo de quarentena.
  7. Prepare-se para ser flexível durante sua viagem, pois restrições e políticas de saúde podem mudar antes e durante sua viagem.
  8. No momento de escolher sua hospedagem opte por hotéis que priorizem sua segurança e bem estar, como por exemplo, os que aderiram ao Selo Turismo Responsável e observe se o estabelecimento está cumprindo o protocolo proposto.
  9. Evite aglomerações nas recepções, utilize os canais online e faça o check-in com antecedência.
  10. Utilizar máscara em todos os ambientes públicos e/ou compartilhados. Cobrir o nariz e a boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos, ao tossir ou espirrar.
  11. Lavar as mãos com água e sabonete, ou utilizar álcool em gel 70%, ou outro produto, todos devidamente aprovados pela ANVISA, caso não disponha de local para lavar as mãos, após espirrar, assoar o nariz, tossir ou sempre que tocar em qualquer superfície potencialmente contaminada (dinheiro, máquina de cartão, balcão do estabelecimento, corrimão, botões de elevadores, maçanetas, telefone, computadores, aparelho celular, etc.).
  12. Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas ou higienizadas com álcool gel 70%.
  13. Não compartilhar equipamentos ou objetos pessoais com outras pessoas.
  14. Evitar qualquer tipo de aglomeração.
  15. Se apresentar algum sinal ou sintoma de Covid-19, evitar contato físico com outras pessoas, principalmente, idosos e doentes crônicos (e comunicar imediatamente a direção do serviço onde estiver hospedado).
  16. Evitar tocar em paredes, balcões e outras superfícies, caso não seja possível, higienizar as mãos em seguida.
  17. Observar se o estabelecimento está cumprindo o protocolo proposto.
  18. O turista também é responsável pelo controle da epidemia, não basta apenas os estabelecimentos e os locais públicos estarem adequados, seja consciente, seja um turista responsável. Caso os protocolos de segurança não sejam cumpridos pelo estabelecimento, denuncie, ligue 136 - Disque Saúde. Faça sua parte.

Como emitir o selo de turismo responsável?

O requisito para emitir o Selo de Turismo Responsável, Limpo e Seguro é possuir a inscrição regularizada no site do Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos).

O selo é totalmente gratuito e, após ler as orientações previstas no protocolo de acordo com a atividade específica realizada, basta aderir à autodeclaração de que o estabelecimento ou prestador de serviço cumpre as recomendações.

Após realizar o preenchimento no site do projeto, o solicitante pode fazer o download do selo para imprimir e colocar no estabelecimento.

Seguir as recomendações para o seu serviço e obter o Selo do Turismo Responsável, Limpo e Seguro representa a principal maneira de garantir a segurança dos turistas e trabalhadores.

Mais do que apenas atrair os visitantes que vão se sentir mais seguros, as medidas também auxiliam a manter seu negócio de portas abertas, reduzindo as chances de ocorrer infecções ou transmissão do vírus no local.

Atualmente, o número de estabelecimentos que fizeram o registro no Selo do Turismo Responsável já ultrapassou 28 mil

Se você ainda não faz parte desse número, adote as medidas de segurança e seja mais um responsável pela retomada do crescimento do setor de forma segura!

Quer ficar por dentro dos nossos conteúdos? Assine agora a nossa newsletter! Você ficará por dentro de todos os conteúdos do turismo, como novidades, dados, dicas e e-book! 

Por que o Cadastur é importante para o seu negócio?

Você já parou para pensar que a recomendação de amigos, familiares e conhecidos é a primeira forma de marketing de influência que conhecemos?

A indicação de pessoas que confiamos é um dos principais indicadores de qualidade e segurança na hora de fazer negócio, de adquirir novos produtos e serviços. Mas e quando se trata de turismo? Como as pessoas podem contar com a garantia e a segurança de empresas que estão tão longe? 

Quem pode fazer essa indicação para que turistas façam negócios com empresas sérias e comprometidas com a experiência de viagem?

O Cadastur pode. Este é um dos motivos pelo qual o Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos é tão importante para os receptivos e para os clientes do turismo.

Se você está em dúvida se vale a pena realizar o cadastro e passar pelo processo de formalização para se tornar uma empresa certificada pelo Cadastur, nós te mostramos os motivos que demonstram que você está perdendo tempo e vendas não se cadastrando na plataforma.

O que é o Cadastur e por que ele é importante para o seu negócio?

O Cadastur é uma iniciativa do Ministério do Turismo, realizada em parceria com Órgãos Oficiais de Turismo das Unidades da Federação. O principal objetivo é promover a formalização e fiscalização dos fornecedores de serviços turísticos pelo Brasil.

Para obter o certificado do Cadastur, as empresas precisam atender a alguns critérios especificados pelo Ministério do Turismo. Um fato que proporciona mais confiança e segurança para o turista contar com serviço profissional.

O Cadastur é obrigatório?

A Lei nº 11.771/08, publicada em 2008, tornou o cadastro no Cadastur obrigatório para as empresas destes segmentos: 

Para as empresas listadas abaixo, o Cadastur é opcional:

Na prática, o órgão delegado pelo Ministério do Turismo nos estados é responsável pela análise da documentação, pela homologação do cadastro e pela disponibilização do certificado.

Assista ao passo a passo para fazer o cadastro:

Qual a importância do Cadastur no dia a dia do meu negócio?

A obtenção do certificado do Cadastur é recomendada tanto para empresas cujo o cadastro é obrigatório quanto para aquelas que é opcional pelos seguintes motivos:

Atestado de confiança

Não é qualquer pessoa ou empresa que pode receber a certificação. Os critérios do Ministério do Turismo foram elaborados para garantir que a empresa ou prestador de serviço atendem ao padrão mínimo de qualidade que foi estabelecido pela lei.

Dessa maneira, enquanto os turistas têm mais confiança ao se relacionar com empresas certificadas, os negócios que possuem o Cadastur podem utilizar o certificado como uma forma de atestar e reforçar a qualidade dos serviços prestados.

Garantia de segurança

O Cadastur é uma forma de oferecer segurança aos turistas que vêm de lugares distantes. Além de garantir que ao chegar ao tão esperado destino os clientes vão encontrar um serviço de qualidade, o certificado também garante a credibilidade da empresa para que os turistas possam realizar compras e fazer reservas sem medo.

Disponível para consulta

Hoje a internet é a principal ferramenta de apoio para construir roteiros de viagem e buscar indicações de outros viajantes que já passaram pela região e pela rede hotéis, receptivos, restaurantes, guias, traslados e demais serviços turísticos.

A lista de empresas certificadas pode ser acessada facilmente pelo portal do Cadastur e utilizada de maneira estratégica pela sua empresa: além de reforçar a sua presença entre as empresa certificadas da região, ao demonstrar a sua presença na lista você incentiva que o turista consulte outros serviços e ganha ainda mais confiança ao auxiliá-lo a criar uma experiência segura e inesquecível.

Outros benefícios de se cadastrar no Cadastur

Os motivos citados anteriormente demonstram que o Cadastur pode ser um ótimo argumento de venda, fazendo sua empresa sair na frente de empresas que não estão cadastradas e, por isso, não oferecem tanta segurança aos turistas.

Mas além destes, existem outros benefícios diretos disponibilizados por meio desta legislação. São eles:

Empresas cadastradas no Cadastur contam com um importante certificado que serve para aproximar as empresas e turistas, encurtando a distância e aumentando a confiança de pessoas que estão longe dos destinos turísticos, mas interessados em viver experiências de qualidade.

Se você ainda não se cadastrou na plataforma, saiba que a sua empresa pode estar perdendo vendas para outros negócios locais que já utilizam o Cadastur como ferramenta para atestar a qualidade dos serviços prestados e como maneira de oferecer garantias de segurança ao turista.

Sabendo que você já faz um trabalho incrível com os turistas, que tal certificar essa atividade e atrair ainda mais clientes para o seu negócios?

Na Paytour, nós incentivamos nossos parceiros a formalizar o cadastro!

Vendas e Reservas? Aqui, no Paytour, você tem tudo isso!

Chegou a hora de você conhecer o sistema de reservas feito para a sua empresa!

O consumidor está em evolução junto com a tecnologia, e com o passar dos anos, está cada vez mais presente e engajado no ambiente digital. O mercado acompanha essa evolução adaptando-se às novas formas de consumir determinados serviços. 

Em uma pesquisa realizada pela Neotrust, é possível notar que houve um crescimento das vendas online no primeiro trimestre de 2021 no Brasil: o aumento foi notável, cerca de 57,4% a mais em comparação ao mesmo período de 2020. 

Um avanço que também ocorre no turismo. Com foco na inovação do mercado, há 5 anos o Paytour chegou para garantir essa evolução no turismo brasileiro, trazendo a expertise de conciliar turismo e tecnologia. 

Desde então, o Paytour está crescendo no mercado, garantindo as melhores experiências para seus clientes com vendas e reservas online para empresas de passeios, receptivos, excursões, ecoturismo e atrativos turísticos.  

A plataforma está em constante atualização para que os clientes possam tirar o melhor proveito do sistema.

Com foco em proporcionar facilidade, segurança e eficácia, o Paytour atende tanto donos de empresas que utilizam o sistema, quanto consumidores finais que estão em busca de comodidade ao procurar por passeios, atrativos ou receptivos na internet.

E são várias formas que garantimos de você vender seus serviços. Oferecemos 5 canais de vendas para que lucre cada vez mais, são eles:

Paytour: conheça os 5 canais de vendas e reservas para receptivos turísticos

Loja Online

Com o e-commerce, você garante que seus tours e atividades estejam disponíveis 24 horas, em um ambiente seguro e que facilita a experiência de compra dos clientes. 

E tem mais: essa é a oportunidade de centralizar as informações num só local, chega de problemas com overbooking! As vantagens da loja online são diversas, entre elas estão a Baixa Automática de Pagamentos e o Site Personalizado.

Venda pelo Back-office

Além de vender na loja online, você pode vender os passeios pela área administrativa, sendo possível verificar os dados dos clientes, informações das disponibilidades e outros, todos dentro do sistema de modo rápido.

Programa de Afiliados 

Com o programa de Afiliados, você expande seu negócio com afiliados por toda região. O programa permite visualizar em tempo real o desempenho de todos os afiliados, com indicadores de vendas e comissões; definição de porcentagem de comissão individual para cada afiliado. 

Além disso, cada afiliado conta com link único e pode gerar banners promocionais para divulgar os passeios e aumentar a divulgação e vendas.

Parceiros Comerciais 

Os parceiros comerciais são uma oportunidade de lucrar mais com a venda de atrativos. Eles vendem e recebem comissão a partir do sistema, tudo interligado para que você tenha controle total sobre as vendas! Você define quanto paga por comissão em cada atrativo, podendo ter comissionamento diferentes para cada serviço.

Paytour Smart 

A Paytour Smart é sinônimo de praticidade e possibilita vender os passeios diretamente pela maquininha. Na venda de atrativos pela maquininha, todos os dados ficam automaticamente registrados no sistema, sendo possível realizar a baixa de vouchers dos clientes com acesso fácil direto pelo App Paytour para Lojistas.

No App, Paytour para Lojistas, é possível obter informações financeiras e operacionais sincronizadas e atualizadas toda hora para que você fique por dentro do seu negócio, garantindo agilidade na sua operação do dia a dia. 

O App Paytour para Lojistas é ideal para empresas que utilizam o voucher para confirmação do serviço, como Receptivos e Excursões, o aplicativo garante a leitura e baixa dos vouchers via código QR Code.

Principais benefícios do App Paytour

Esses tópicos te auxiliam a conhecer melhor e explorar todos os recursos que disponibilizamos em nosso sistema, para que você possa aproveitar as vantagens e possibilidades na hora de vender cada atrativo turístico de maneira online, se conectando com o cliente e melhorando a experiência desde a compra.

Mas, para quem é feito nosso serviço?

Quer saber mais sobre como o nosso sistema funciona na sua operação? Marque agora uma demonstração, converse com um consultor comercial e entenda como a Paytour vai auxiliar e impulsionar o seu negócio.

Utilize o Pix como aliado ao seu negócio!

Com o PIX, você pode aproveitar diversas vantagens oferecidas por esse sistema de pagamento no seu negócio. O PIX permite que transferências e pagamentos sejam feitos de forma imediata, em qualquer horário e dia da semana, e entre bancos diferentes, sem custo para pessoa física. Pensando nisso, por que não utilizar essa forma de pagamento a seu favor?

Crescendo cada dia mais, segue alguns benefícios que você deve saber sobre o PIX:

- Custo de transação;

- Melhorando o fluxo de caixa devido disponibilização imediata dos recursos na conta da empresa;

- Sem necessidade de troco;

- Facilidade de automatização;

Para utilizar e aproveitar essas vantagens é preciso ter uma estratégia bem estabelecida para ter os resultados em mãos. Importante ficar atento em algumas informações importantes, segue abaixo: 

- Alguns bancos estão cobrando o PIX de pessoa jurídica e outros limitando a gratuidade da PJ a um número X de PIX por mês.

- Caso seja pessoa física, pode cadastrar até cinco chaves do PIX e caso seja pessoa jurídica, pode cadastrar até 20 chaves;

- Você pode realizar essas transações pelo PIX através das chaves cadastradas e pelo QR Code. O QR Code estático permite que seja definido um valor para um produto e pode ser usado em múltiplas transações, sendo perfeito para seu negócio.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite agora para verificar ver nosso blog e confira o nosso instagram

Pacotes de Serviços: Como vender mais?

Nós todos já sabemos que o comércio tem suas altas e baixas temporadas de vendas, principalmente no setor turismo. Em épocas de baixas temporadas, o lojista precisa ser criativo para conseguir atrair e fidelizar seus clientes. Com isso, os pacotes de serviços surgem como uma alternativa interessante, pois o lojista irá agrupar o que já oferece em condições vantajosas tanto para seu negócio quanto para seu cliente.

Vem conhecer mais sobre as vantagens dos pacotes de serviços e saber como vender mais com eles!

Faça pacotes que combine os serviços

Essa é a parte criativa, pense nos diferenciais de cada um e no que seus serviços podem se complementar. Por exemplo, você pode oferecer um passeio em sua loja e dentro dele está incluso um pacote com 10 fotos. O segredo para esse momento é montar pacotes promocionais combinando diversas soluções para atender diversos clientes em potencial. Além disso, você deve demonstrar a vantagem em adquirir esse pacote, mostrando que um pacote como esse é uma oportunidade única. 

Verifique quais são seus serviços mais procurados

Se você é reconhecido na sua região pelos serviços de passeios, atrativos e receptivos, porque não fazer uma ligação a esses serviços na hora de criar seus pacotes? Assim conseguirá atrair seus clientes oferecendo descontos nos serviços mais desejados por eles. Mas cuidado, isso deve ser planejado com atenção, para que no final da campanha, você ter o retorno e aumento dos ganhos em cima dos seus custos. Por isso, você deve conhecer bem seus gastos para que assim possa fazer o cálculo certo do valor do pacote.

Fidelize e mantenha seus clientes satisfeitos

Fidelizar o cliente pode ser um dos momentos mais complicados, porém não tem mistério. Caso o cliente veja o seu serviço como diferenciado, você irá conseguir fidelizá-lo, para continuar essa relação de confiança, é importante que o lojista tenha os dados corretos do cliente. Isso fará com que sempre o lojista envie promoções e pacotes para seus clientes, mantendo essa relação próxima. 

Lembrando que para manter seu cliente satisfeito, sempre o questione após o atrativo sobre o que achou, se possível grave um vídeo do seu depoimento e ofereça algum brinde. 

Gostou do conteúdo? Confira as nossas redes sociais

Mapa de empatia: O que é? Como posso utilizar?

Colocar o consumidor no centro do produto ou serviço é essencial para entender seu pensamento, preferência, comportamento e sua forma de se comunicar durante a jornada. Para chegar a esse entendimento, é necessário ter empatia, compreender os sentimentos dos outros, colocando-se no lugar das pessoas buscando entender as razões de seu comportamento e pensamento e assim aproximando o cliente com sua marca.

Para isso, existem várias formas de começarmos a praticar a empatia na sua empresa, uma das ferramentas utilizadas é o Mapa de Empatia.

Essa ferramenta permite que você conheça seu cliente de modo mais profundo, sabendo o que pensa e sente, o que vê, o que ouve, o que fala e faz, as suas dores e suas necessidades. Vem saber mais sobre como funciona e como você pode aplicar na sua empresa.

É interessante que essa atividade seja feita num momento com outras pessoas da equipe, para que assim todos possam dar ideias e receber sugestões. Além disso, crie um nome e uma idade para sua persona, irá ajudar a dar uma noção de quem se trata.

Mãos à obra! Vamos começar nosso mapa de empatia!

1) O que pensa e sente?

Para começarmos o mapa, é importante questionar o que seu serviço desperta na mente da persona. 

Quais as suas preocupações?

Quais são os seus sonhos?

2) O que vê?

O que sua persona tem recebido de estímulos visuais. Exerça questionamentos como:

Como é o ambiente em que a pessoa vive? 

O que é mais comum no seu cotidiano?

3) O que fala e faz?

A partir do momento de decisão de compra até o momento da experiência, entender o que a pessoa fala e faz é necessário para compreender o comportamento dela diante ao serviço da sua empresa. Questione em cima de perguntas como: 

Sobre o que seu potencial cliente costuma falar?

Ao mesmo tempo, como age?

Quais seus hobbies?

4) O que ouve?

Esse quadrante não se trata apenas do seu possível cliente em sentido de música ou conversa, mas também sobre as influências da sua persona.

Quais pessoas e ideias influenciam a persona?

Quais as marcas favoritas?

Quais meios de comunicação consome?

5) Quais suas dores?

Aqui temos todos os possíveis obstáculos que impedem sua persona de consumir seu serviço.

Do que sua persona tem medo?

Quais obstáculos precisa superar para conseguir o que deseja?

6) Quais suas necessidades?

Nesse último quadrante, você pode colocar em prática ideias para surpreender seus possíveis clientes, aproveitando as oportunidades. Questione-se sobre:

O que significa sucesso para sua persona?

Onde ela quer chegar?

A partir do seu serviço, o que acabaria com seus problemas?

Pronto! Após ter preenchido todas essas informações, o seu mapa de empatia está pronto e agora você conhece sua persona por completo. O mapa é essencial na hora de realizar uma campanha ou até mesmo na hora de atendê-los. Veja só alguns benefícios da empatia no seu negócio:

- Melhorar a comunicação;

- Entender nossos clientes;

- Compreender o que foi pensado pelo cliente;

- Ter uma percepção mais clara sobre a ação das nossas palavras e atos;

- Lidar melhor com conflitos em situações variadas com clientes.

Gostou do nosso conteúdo? Siga-nos em nosso instagram!

Experiências humanizadas de serviço e o Sucesso nas vendas

             Cuide dos seus Clientes e da qualidade do serviço que sua empresa oferta no mercado, ou alguém o fará por Você. A frase soa clichê, mas, na prática, são poucas as empresas que têm uma operação com o foco do Cliente, humanizada.

             As organizações ainda se preocupam muito com os processos internos —o que é importante para a saúde do negócio—mas, na maioria das vezes, não sabem ou negligenciam o que os Clientes passam quando se relacionam com elas.

             É preciso mudar de lente: do relacionamento centrífugo, de dentro para fora (foco no Cliente) para o centrípeto, de fora para dentro (foco do Cliente). Para isso, todos na empresa, independentemente do nível, precisam desenvolver empatia pelos Clientes, cuidando profundamente deles e do que experimentam, a partir da compreensão de suas expectativas, motivações e desejos.

             Cada vez mais, os Clientes escolhem empresas com base na experiência vivenciada. Basta lembrar que quando experimentamos serviços mal prestados, deixamos de frequentá-las.

             Certa vez, um consumidor com problemas no plugue do seu iPhone foi até a Santa Ifigênia, no centro de São Paulo, e procurou uma assistência técnica especializada que, sem analisar o smartphone, lhe cobrou 180 reais pelo conserto. Por se tratar de uma rua com várias empresas do segmento, ele decidiu pesquisar mais um pouco, até que chegou em um quiosque de nome Rei do iPhone, que analisou o aparelho, retirou a poeira do local com problema e o devolveu, sem cobrar absolutamente NADA, pedindo, apenas, que falasse bem dele para seus amigos. Resultado:sua empresa, que atendia cerca de 15 clientes por dia, passou a atender 150, mostrando que uma experiência positiva é o melhor negócio a se fazer.

             Um ano depois do acontecido, o Rei do iPhone inaugura nova loja, moderna, climatizada, com 15 balcões de atendimento e todo o conforto que os Clientes merecem, inclusive com direito a café e até bolo de cenoura.

             O case evidencia o quanto a qualidade do serviço é diretamente proporcional às vendas da organização. 

             E aí, vale a pena ou não investir na experiência do Cliente?

             Elencamos 10 dicas poderosas para Você melhorar a experiência do Cliente na sua empresa. São Elas:

  1. Priorize a satisfação dos Clientes ao invés da eficiência organizacional, afinal, os negócios giram em torno Deles.
  2. Construa soluções focando na interação entre os Clientes e sua empresa, pois serviços nada mais são do que relacionamentos.
  3. Crie um diálogo inclusivo com todos na empresa, pois os Colaboradores conhecem mais do que Você as demandas dos Clientes.
  1. Utilize processos e ferramentas que reforcem a compreensão das necessidades reais dos Clientes, antes de projetar novos produtos e serviços.
  2. Serviços ruins são consequência da má gestão, logo, mapeie o que não está funcionando corretamente na empresa e desenvolva soluções que mitiguem todos os erros e falhas.
  1. A experiência do Cliente está no centro de tudo o que sua empresa faz — como conduz o negócio, como os colaboradores se comportam, como interagem com os Clientes e como geram valor para o mercado.
  2. Não terceirize o que é responsabilidade da sua empresa: se as experiências ofertadas são ruins, a culpa é sua também.
  3. Priorize equipes que sejam solucionadoras de problemas, dando para elas o conhecimento necessário a partir de reuniões e treinamentos frequentes.
  4. A coerência na experiência de serviço é um objetivo comum nas empresas de sucesso e tem mostrado que aumenta os lucros. Seja coerente também.
  5. Esqueça os achismos e trabalhe em cima de dados coletados diariamente. Analise-os, convertendo-os em conhecimento, e tome decisões com base neles. Isso ajuda a minimizar os riscos e aumentar as chances de sucesso.

             E atente-se: experiências geram memórias. Se quiser ser lembrado positivamente, construa e oferte experiências positivas, afinal, proporcionar experiências é construir momentos significativos na vida das pessoas.

Texto originalmente escrito por José Anchieta, CEO da Mango Business Innovation,
Palestrante Nacional, Consultor Empresarial, Educador Corporativo e Engenheiro
especializado em atendimento humanizado, vendas com empatia e liderança servidora.

Cadastur: O que é e para que serve?

              Ao planejar uma viagem, dúvidas como sobre quem está vendendo o passeio e sua reputação podem surgir… Para isso existem várias ferramentas na internet atualmente, aplicativos como TripAdvisor já auxiliam os usuários sobre a procedência da empresa. Porém, existem outras ferramentas para estar explorando, vem conferir conosco!

              Para auxiliar mais ainda os amantes do turismo, o Ministério do Turismo disponibiliza ferramentas que servem para analisar, fiscalizar e regulamentar a qualidade dos serviços prestados aos turistas. O  Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos, mais conhecido como CadasTur, é o sistema online de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no mercado de turismo no cenário nacional. 

              O cadastro tem como objetivo principal promover a formalização e fiscalização dos fornecedores de serviços turísticos pelo Brasil. Através do CadasTur, os usuários conseguem identificar quais empresas e MEI estão aptas para atuar em diferentes nichos do mercado. O certificado é obrigatório para os seguintes segmentos: 

- Meios de Hospedagem;

- Agências de Turismo;

- Transportadoras Turísticas;

- Organizadoras de Eventos;

- Parques Temáticos; e

- Acampamentos Turísticos.

cadastur

              As vantagens de ter a sua empresa com esse certificado garante: 

              Para realizar o cadastro é bem simples e intuitivo, basta acessar o site do CadasTur e fazer o seu certificado de forma gratuita. 

              Gostou do conteúdo? Aproveita e vem conferir nosso conteúdo sobre TripAdvisor!

Como preparar sua empresa para os feriados?

            Estamos oficialmente começando o mês de Fevereiro e os feriados mais esperados do ano estão se aproximando, como os de Carnaval e da Semana Santa. Esses momentos requerem muita atenção e preparação da equipe para atendimento do seu cliente, não só para ter a melhor experiência, mas também para proteger e garantir a segurança do seu cliente nesse momento.

            E aí, vem o questionamento: sua empresa está preparada para receber seus clientes? Sua equipe está capacitada para oferecer a melhor experiência? Você, lojista, está seguindo os protocolos da OMS? Segue abaixo as nossas dicas para se preparar para esses feriados que estão por vir! 

Capacitar sua equipe

            A capacitação do seu time profissional mantém sua equipe alinhada com a visão clara dos objetivos e metas da empresa, além disso, é possível gerar motivação e comprometimento com o trabalho realizado e promover a habilidade na resolução de problemas e no gerenciamento de conflitos. Essas competências são o ponto inicial para você construir um time comprometido.

Promover conteúdo para seus clientes

            O engajamento dos seus possíveis clientes é essencial para que possam comprar os seus atrativos. Existem várias formas de promover conteúdos, como: realizar posts no seu instagram informando como ocorre os seus serviços, criar e divulgar um guia do que se pode fazer na região, gerar campanhas promocionais, entre outros.

Criar promoções

            Para um feriado, nada melhor do que uma promoção para aumentar as vendas dos seus serviços. Dentro do nosso sistema, tenha total liberdade para gerar quantos cupons nos valores que você deseja. Feito o cupom de desconto, você pode gerar a divulgação via WhatsApp, Instagram, Facebook e outros. 

            E aí, gostou das dicas? Para aproveitar mais conteúdos, siga as nossas redes sociais.