Saiba quais são os conceitos e a importância do turismo indígena

No dia 19 de abril é comemorado o Dia Mundial dos Povos Indígenas, que foi instituído pela ONU em uma Assembleia Geral ocorrida em 23 de dezembro de 1994.

Essa data especial é mais uma que vem para nos relembrar das origens de muitos de nossos ancestrais. 

Afinal, os indígenas são os legítimos povos originários do Brasil, estando aqui muito antes da chegada dos colonizadores europeus e de outros povos que ajudaram a miscigenar a população do país.

E foi justamente em meio a essa aura de respeito à ancestralidade e às culturas tradicionais que surgiu o turismo indígena, uma prática que tem ganhado cada vez mais aderência no Brasil.

Mas, o que de fato é o turismo indígena?

Qual é a sua importância e quais são os benefícios que essa prática promove?

Neste artigo, exploraremos os conceitos e a importância desse tipo de turismo, destacando sua relevância para a promoção da sustentabilidade, o respeito à diversidade cultural e o desenvolvimento econômico das comunidades tradicionais.

Continue lendo!

O que é turismo indígena?

O turismo indígena é um tipo de turismo, uma forma de viagem, que permite aos visitantes conhecerem e vivenciarem a cultura, tradições e modos de vida das comunidades indígenas. 

Essa prática envolve a visita a territórios indígenas, interações com os habitantes locais, participação em atividades culturais e sessões de aprendizado sobre a história e sabedoria ancestral desses povos. 

Como principais objetivos do turismo indígena, podemos destacar a busca por promover a sustentabilidade, o respeito à diversidade cultural e o desenvolvimento econômico das comunidades indígenas, além de proporcionar uma experiência enriquecedora e consciente aos turistas.

Porque o turismo indígena é importante?

Resumidamente falando, a importância do turismo indígena se demonstra na promoção, valorização e preservação das culturas indígenas.

Essa prática também contribui para o desenvolvimento econômico das comunidades, como já citamos, fortalece a autoestima e o orgulho dos povos indígenas, promove a conscientização sobre questões indígenas, e possibilita a troca de conhecimentos e aprendizados interculturais.

O incentivo ao turismo indígena também pode ajudar a proteger territórios demarcados, que muitas vezes são invadidos por pessoas mal intencionadas e até por indivíduos que não tinham conhecimento da sua existência.

Por tudo isso, podemos apontar o turismo indígena como, sobretudo, um agente de promoção de dignidade para os povos originários, que não só precisam, mas merecem ajuda e proteção de toda a sociedade.

Quais são os benefícios de fazer turismo em terras indígenas?

A prática do turismo indígena traz diversos benefícios para todos. Alguns deles já citamos ao longo do artigo, enquanto outros ainda não. Mas, você pode conferir todos na lista abaixo:

  • Valorização e preservação da cultura indígena: o turismo indígena proporciona a oportunidade de conhecer e aprender sobre a cultura, tradições, costumes e sabedoria ancestral dos povos indígenas.
  • Desenvolvimento econômico das comunidades indígenas: essa prática pode gerar empregos e renda para as comunidades indígenas.
  • Troca de conhecimentos e aprendizados interculturais: essa modalidade de turismo possibilita a troca de conhecimentos e aprendizados entre os povos indígenas e os visitantes.
  • Proteção de territórios indígenas: a institucionalização do turismo indígena pode ajudar a proteger territórios indígenas da exploração predatória.
  • Adoção práticas sustentáveis: esse tipo de turismo também pode ser usado para incentivar práticas sustentáveis de conservação ambiental e cultural, promovendo a gestão responsável dos recursos naturais.
  • Conscientização sobre questões indígenas: o turismo indígena pode sensibilizar os visitantes sobre as questões indígenas, como os desafios enfrentados pelos povos originários, a importância da diversidade cultural e a necessidade de proteção dos direitos humanos e culturais dos povos indígenas.
  • Boas oportunidades de negócios: vale destacar ainda que o turismo indígena pode ser uma fonte de inspiração para empreendedores e investidores do setor turístico.

Os melhores lugares para fazer turismo indígena no Brasil

É bem verdade que é possível encontrar comunidades indígenas em praticamente todos os estados da Federação, de norte a sul do Brasil.

Entretanto, em alguns locais o turismo indígena ainda não recebe o incentivo que deveria receber, o que inviabiliza visitas a aldeias e comunidades locais.

Porém, felizmente já existem destinos turísticos totalmente dedicados à prática do turismo indígena no Brasil.

Abaixo nós destacamos três, em especial. Confira!

Parque Nacional do Xingu - Mato Grosso

O Parque Nacional do Xingu, localizado no estado do Mato Grosso, tornou-se um dos principais destinos de turismo indígena do Brasil.

Na área, que tem mais de 2,5 milhões de hectares, os visitantes podem ter contato com uma enorme biodiversidade e com a cultura de 16 nações indígenas que habitam o local.

Dentre os povos originários presentes no Parque Nacional do Xingu, podemos destacar as etnias Aweti, Kalapalo, Kamaiurá, Trumai, Yudja, Yawalapiti e pelos mais de uma dezena.

A chegada até o Parque é organizada por diversas agências do Mato Grosso e de outros estados, que organizam passeios com Guia de Turismo, transporte pelo território e muito mais.

Reserva Indígena Pataxó da Jaqueira - Porto Seguro, Bahia

Em Porto Seguro, no estado da Bahia, os visitantes podem conhecer a Reserva Indígena Pataxó da Jaqueira, um bolsão de Mata Atlântica preservada com mais de 800 hectares de terra. 

No local, existem cerca de 34 famílias indígenas, todas pertencentes ao povo Pataxó. Os nativos recebem seus visitantes com demonstrações culturais que preservam há séculos, como a realização de rituais de iniciação e de casamento.

A viagem até a reserva e todo o trajeto pelas aldeias e pela floresta também são serviços oferecidos por agências de turismo que viram nesse lugar um celeiro de oportunidades de negócios.

Reserva São João do Tupé - Manaus, Amazonas

Por fim, queremos falar da Reserva São João do Tupé, localizada no coração da Amazônia Legal, a 25km de Manaus, a capital do Amazonas.

Essa reserva está localizada numa comunidade chamada São João, que, apesar da distância para a capital do estado, oferece algumas paradas obrigatórias para os visitantes que vão a Manaus.

Dentre os destaques imperdíveis do lugar, estão a praia do Tupé, que fica às margens do Rio Negro, e os restaurantes onde são servidas comidas indígenas típicas.

Na reserva, os visitantes podem ainda ter contato com a cultura ancestral de povos das etnias Dessana e Tatuyo, dentre outras. Com certeza vale a pena fazer uma visita!

As oportunidades de negócio oferecidas pelo turismo indígena

Antes de finalizarmos esse artigo, queremos falar sobre as oportunidades de negócio trazidas pelo turismo indígena.

Em resumo, os dois tipos de negócios que mais se encaixam na prática de visitas a territórios indígenas são o agenciamento de viagens e passeios e o oferecimento de serviços de Guia de Turismo.

Isso porque a demanda mais comum dentre as apresentada pelos turistas interessados nessa modalidade de turismo é justamente a de fazer visitas guiadas e seguras, a fim de conhecer as terras indígenas confortavelmente.

Então, que tal investir no turismo indígena?

Se você reside num local relacionado aos povos originários, por exemplo, essa pode ser a oportunidade que você esperava para entrar no setor turístico de vez.

Conte com o Paytour para cuidar junto do seu negócio com você!

Compartilhe esse post
Irineu do Paytour
Irineu do Paytour
Analista de Marketing e Comunicação do Paytour.

Outros artigos que separamos para você

Utilize estratégias de marketing ao seu favor com o Paytour

Muitas empresas de turismo são adeptas de diversas estratégias de marketing para conquistarem os seus clientes. Seja por meio das redes sociais, do marketing boca a boca, por meio de formas de fidelização do público, do relacionamento estreitado do com os clientes ou até mesmo por meio da ação de influenciadores digitais. O importante é […]

LEIA MAIS →

Paytour participa do Circuito Mapeando o Mercado promovido por incubadora do IFRN

Acontece nesta terça-feira (17.09), às 18h, no IFRN Campus Cidade Alta o circuito Mapeando o Mercado, promovido pela incubadora do IFRN, a ITCART, e o Paytour estará presente, sendo representado pelo CEO e Diretor Comercial, Marcus Borges. Na ocasião ele estará em um bate-papo com os participantes sobre a temática Turismo 3.0. A iniciativa do […]

LEIA MAIS →

Fontes de comunicação para o gestor de turismo na quarentena

Acompanhar veículos de comunicação relacionados ao turismo, que tenham sejam credibilidade e segurança é essencial. Pensando nisso, hoje trouxemos alguns meios que você pode acessar para ficar bem informado neste período.

LEIA MAIS →
Você é do turismo e não vende online?
Clique aqui que a gente te liga

Solução

Acompanhe nossas redes sociais

Fale com a gente

Comercial

[email protected]

Avaliações

Credenciado

Credenciado

Aceleração

Desenvolvido por Paytour