Qual a diferença entre guia de turismo e guia turístico?

Entender a diferença entre guia de turismo e guia turístico é essencial para quem deseja atuar na área e também para os viajantes. Pois, embora os termos tenham a pronúncia e a escrita similares, eles não são a mesma coisa.

Podemos dizer que eles se complementam, mas as diferenças são significativas.

Para nunca mais confundir os dois continue lendo este texto. Aqui iremos explicar o que cada um deles significa, qual a formação necessária para se tornar um guia e daremos dicas para a elaboração de um guia turístico incrível.

Qual a diferença entre guia de turismo e guia turístico?

A diferença entre guia de turismo e guia turístico é bem simples: o guia de turismo é o profissional que auxilia os turistas durante suas viagens.

Trata-se de uma pessoa com muito conhecimento da região visitada, o que a torna apta para conduzir os viajantes até os principais atrativos, dar explicações sobre o lugar, dar dicas de onde se hospedar e se alimentar e até ajudar os turistas a evitar situações e locais que possam ser perigosos.

o guia turístico é simplesmente um material, impresso ou online, com informações sobre um destino. Ele é apresentado na forma de uma cartilha ou mapa e ajuda o turista a tirar dúvidas de forma simples a qualquer momento.

O que faz um guia de turismo?

A principal função de um guia de turismo é a orientação. Como mencionamos, este profissional pode acompanhar o visitante durante suas principais atividades, o que torna a experiência mais completa.

O guia pode ajudar o viajante a não deixar de visitar lugares importantes e a se aprofundar em questões culturais, históricas e geográficas.

Como se tornar um guia de turismo?

Para se tornar um guia de turismo é necessário preencher alguns requisitos:

  • Ter pelo menos 18 anos para ser um guia regional. Algumas áreas, como o turismo internacional, exigem que o interessado tenha pelo menos 21 anos e proficiência em pelo menos 1 língua estrangeira.
  • Fazer um curso técnico de guia de turismo ou um curso superior de turismo e hotelaria.
  • Dirigir-se à secretaria de turismo do estado após a conclusão do curso para fazer a solicitação da credencial de guia de turismo.
  • Fazer um registro de trabalhador autônomo na cidade em que irá atuar. Para isso é preciso dirigir-se à prefeitura.
  • Por fim, também é fundamental cadastrar-se no Cadastur, que é um sistema voltado para profissionais que trabalham com turismo e que legaliza sua atuação.

Vale lembrar que a profissão de guia de turismo é regulamentada desde 1993 por uma Lei Federal.

Como é a atuação deste profissional?

O guia de turismo irá lidar diariamente com pessoas de todos os tipos, por isso ele deve estar preparado para enfrentar diferentes situações e deve ser bem-humorado, criativo e muito paciente.

Além disso, ele deve estar disposto a abrir mão de feriados, finais de semana e festas para ajudar outras pessoas a aproveitarem sua viagem. Por fim, espera-se que este profissional esteja sempre atualizado e tenha conhecimentos profundos em diversas questões sobre sua área de atuação, como cultura, gastronomia, História, política, geografia e muito mais.

Também é preciso ficar atento às áreas em que o guia pode atuar, que são basicamente 4:

  • Regional: sua atuação é mais limitada a alguns locais, como uma cidade específica.
  • Nacional: o guia nacional está apto para acompanhar os viajantes em viagens interestaduais.
  • Internacional: sua atuação é muito similar ao guia regional e nacional, entretanto as atividades se concentram no exterior.
  • Guia especializado em um atrativo: este profissional tem conhecimentos profundos sobre um atrativo específico e pode ajudar viajantes que não querem apenas uma experiência superficial.

Como elaborar um guia turístico eficiente?

Agora já sabemos a diferença entre guia de turismo e guia turístico. Embora tenhamos falado bastante sobre o guia de turismo, isso não quer dizer que o guia turístico não seja importante. 

Afinal, esta cartilha é muito útil para que o viajante relembre informações passadas pelo guia ou pode servir até mesmo como uma orientação principal para as pessoas que não podem ou não querem contratar um guia de turismo. Por isso, os guias turísticos devem ser elaborados com muito cuidado. 

Confira algumas dicas para produzir um guia inesquecível.

Compreenda seu público-alvo

O primeiro passo para criar um bom guia turístico é saber exatamente para quem ele se destina. É importante criar uma persona, que é uma representação do cliente ideal do seu negócio, e desenvolver a cartilha com base nessas informações.

Ao fazer esta análise você começa a entender o que o seu público-alvo precisa e o que ele espera de um guia. Isso irá influenciar na linguagem do material, no tipo de fonte, nas cores e até na profundidade em que as informações são apresentadas.

Defina objetivos

Saber o motivo pelo qual você está criando um guia também vai influenciar diretamente em sua produção. Este tipo de material pode ser feito, por exemplo, para ser distribuído como uma cortesia aos viajantes que contrataram um dos seus serviços, ou até mesmo ser um tipo de chamariz para algo que você tem a oferecer, como um passeio personalizado para algum atrativo turístico.

Use a criatividade na hora de criar uma narrativa 

Um guia turístico não deve se transformar em um documento chato e tedioso. Você precisa usar a criatividade para torná-lo mais envolvente e contar uma história que mantenha o interesse do viajante. Isso irá aumentar o engajamento, a conexão e a emoção, além de tornar o material único e diferenciá-lo da concorrência.

Use imagens e vídeos de qualidade 

Embora o guia impresso ainda seja muito usado, a tecnologia também permite que ele seja criado e distribuído de forma digital. Neste caso, a dica principal é ter o cuidado de usar imagens e vídeos originais e de qualidade, pois assim será mais fácil manter a atenção do público.

Dê dicas interessantes e insights exclusivos

Conheça a região e os atrativos como ninguém, assim você pode dar dicas que as pessoas provavelmente não encontrariam em outro lugar. Os insights exclusivos agregam valor ao seu trabalho e ajudam a atrair um público maior.

Capriche nos itinerários e opções de roteiro

Crie itinerários e roteiros que levem o público às principais atrações e de forma a otimizar o tempo, para que as pessoas possam conhecer mais coisas em suas viagens.

Crie CTAs interessantes

A chamada para ação do seu guia turístico precisa ser criativa e convincente. Por exemplo, se você deseja vender um tour, uma ideia de CTA é: "Faça uma Jornada pela História! Reserve um Tour Guiado".

Ofertas e descontos especiais são sempre bem-vindos

Sempre que possível crie ofertas e descontos especiais. Você pode, por exemplo, oferecer um valor melhor para o cliente que adquire mais de um serviço seu.

Em suma, a diferença entre guia de turismo e guia turístico é muito fácil de entender.

Dominar cada conceito é importante para evitar gafes e alinhar sua atuação na área do turismo. Ambos os termos estão ligados ao desejo de melhorar a experiência dos viajantes e este deve ser o foco principal de agências, hotéis e trabalhadores autônomos.

Pois, ao colocar o cliente em primeiro lugar, o trabalho de atração e fidelização torna-se mais fácil. Além disso, fazer com que as pessoas se sintam felizes e realizadas durante seus passeios é extremamente gratificante.

Compartilhe esse post
Irineu do Paytour
Irineu do Paytour
Analista de Marketing e Comunicação do Paytour.

Outros artigos que separamos para você

Fique por dentro da jornada de compra via mobile dos clientes de turismo

Já parou para pensar no percurso em que o seu cliente de turismo faz até chegar a sua loja? Pensou no momento da pesquisa de destino e em como ele se comporta antes de arrumar as malas e cair na estrada? Ainda não? Então vem com a gente que hoje o tema por aqui é […]

LEIA MAIS →

Conheça os benefícios e modalidades do turismo cultural no Brasil

O turismo cultural no Brasil é uma modalidade rica e cheia de oportunidades para empreendedores que querem enriquecer o seu negócio.

LEIA MAIS →

Conecte-se com seus clientes de turismo com o Google Meu Negócio

Certamente você já buscou por alguma empresa no Google e se deparou com uma área, do lado direito da sua busca, que contém diversos dados sobre o negócio em questão, onde estão presentes informações como nome da empresa, horário de funcionamento, link para o site, como chegar através do maps, categoria de negócio em que […]

LEIA MAIS →

Solução

Acompanhe nossas redes sociais

Fale com a gente

Comercial

[email protected]

Suporte

Avaliações

Credenciado

Credenciado

Aceleração

Desenvolvido por Paytour

Vende passeios, atividades ou atrativos turísticos?