Como ganhar dinheiro com turismo receptivo

Com a pandemia, muitos empreendedores se viram em um mar de dúvidas sobre os ramos que vão se fortalecer e aqueles que vão despencar.

Uma notícia que pode ser reconfortante para quem deseja investir no turismo receptivo daqui para a frente é que o "novo normal" já começou. Apesar da pandemia não ter acabado ainda, está perdendo força, sobretudo por conta da adesão à vacina.

O surgimento de novas variantes como a ômicron e surtos de Influenza não representam perigo, segundo diversos especialistas. “A queda do turismo será menor do que se previa no início da pandemia”, disse o presidente da Gol em entrevista recente ao Estadão.

Portanto, quem está pensando em apostar suas fichas em atrativos turísticos, negócios de roteiros e excursões, passeios e demais serviços voltados ao turismo receptivo, não deve temer o momento atual e nem o que vem pela frente. Afinal, o mundo está procurando, cada vez mais, maneiras de ter uma vida mais leve, com experiências ricas e longe dos problemas.

Por que não dar um passo à frente em um empreendimento nesse segmento então?

Para explicar melhor sobre como ganhar dinheiro com turismo receptivo, elaboramos este artigo.

Acompanhe!

Turismo receptivo é para quem?

O turismo receptivo é uma das áreas do turismo mais atrativas do ponto de vista do setor terciário. No entanto, ela depende de uma série de fatores para alcançar o sucesso.

Um deles é o perfil de quem vai trabalhar para colocá-lo para funcionar. 

É preciso saber lidar com pessoas, pois mesmo aqueles empreendedores que não atenderão diretamente o cliente, precisarão estar em constante contato com fornecedores, parceiros e colaboradores dos serviços turísticos oferecidos.

Além disso, quem visa abrir um negócio de turismo receptivo, precisa entender que o ramo tem exigências geográficas - não muito estáticas, mas que devem ser levadas em conta.

É mais fácil, digamos assim, oferecer turismo receptivo em localizações que disponham de:

  • Infraestrutura local
  • Opções de hospedagens
  • Variedade de alimentação
  • Atrações para públicos diversos
  • Espaços abertos e fechados para eventos
  • Apoio dos órgãos públicos

Essa é uma lista básica de requisitos para pensar na hora de planejar uma agência do segmento. Com esses pilares em ordem, há muitas formas de se diferenciar e ganhar dinheiro com turismo receptivo.

Aliás, se diferenciar é um termo-chave para quem vai entrar no turismo receptivo de cabeça a partir deste ano.

Cada vez mais sofisticado, esse setor pede que os novos empreendimentos sejam diferentes em relação não só aos produtos e serviços oferecidos, como também ao sistema de operação, atendimento, marketing, entre outros pontos.

Isso tem acontecido por duas razões principais.

Há um boom de empresas competindo o mesmo espaço e, de modo geral, os consumidores de viagens do Brasil e do mundo têm acompanhado as novidades tecnológicas e do mercado, portanto, querem cada vez mais o melhor que se tem por aí. 

É a sua chance então de se destacar e lucrar comercializando excelência em recepção.

O que acha?

Se precisa de uma ajudinha para começar a ganhar dinheiro de verdade com excursões, passeios, eventos e tudo o mais, o Paytour tem soluções voltadas exatamente para isso.

Serviços de turismo receptivo para ganhar dinheiro

Além de ser um segmento muito valorizado, o turismo receptivo tem o lado bom de dispor de um leque de possibilidades aos empreendedores. São muitos e muitos serviços que podem ser explorados e renovados para atrair e fidelizar clientes. 

Abaixo listamos algumas opções.

Transporte 

Primeiramente, há serviços considerados essenciais e que dificilmente ficarão em baixa no mercado. Um deles é o traslado do aeroporto para a hospedagem e vice e versa, assim como transporte para pontos turísticos. Quem visa atuar com excursões também pode tirar proveito da questão logística e de locomoção, pois é um fator que o viajante presta muita atenção.

Roteiros e guias

Outra sugestão para ganhar dinheiro com turismo receptivo é trabalhar com serviços que englobam roteiros e guias, sobretudo quando possuem versões personalizadas, daquelas que fazem o gosto do cliente. Lembre-se que o consumidor hoje está mais exigente, quer se planejar direito e geralmente não quer perder muito tempo, então vale a pena se diferenciar nesse aspecto.

Passeios direcionados

Qualquer passeio tem potencial para fazer a sua empresa lucrar. O importante é que esse serviço seja vendido com a estratégia certa. Especializar-se em um atrativo turístico direcionado para um certo público pode ser uma maneira garantida de conquistar mercado e reconhecimento, afinal, você se tornará uma autoridade no assunto. Mesmo que sua agência venda passeios para diversos nichos, tente ter uma expertise, por exemplo: excursões para a terceira idade; eventos de negócios; ecoturismo.

Produção de eventos

Esse tipo de serviço também compõe o turismo receptivo, sabia? Há empreendimentos que escolhem somente reservar o espaço para o evento, outros atuar com o traslado ou com a reserva de hotéis e restaurantes. Mas para se destacar, uma ótima ideia é ampliar a atividade para toda a formatação do evento, com parceiros e fornecedores próprios.

Vender turismo na internet é sinônimo de sucesso

Como você pode notar, o turismo receptivo está em alta e vai continuar crescendo à medida que a sociedade começa a se adaptar ao "novo normal". Também pode ver que o setor é amplo e cheio de possibilidades.

Porém, para aproveitar as vantagens desse mercado ao máximo, é preciso ir além do espaço físico para vendas. Hoje, marcar presença na internet é o maior acerto de qualquer empresa de turismo, dizem os especialistas. 

Aqui no Paytour, assistimos de camarote a trajetória de sucesso de nossos clientes que investem no online.

Os processos ficam mais organizados, automatizados e as vendas disparam. O melhor de tudo é que temos estratégias digitais certas para cada tipo de empreendimento do turismo receptivo, isso facilita a prática de qualquer projeto.

Tem um negócio de turismo receptivo e quer ganhar dinheiro de janeiro a janeiro?

Veja como o Paytour pode te ajudar:

  • Criação e baixa rápida de vouchers automatizados
  • Controle total sobre a disponibilidade
  • Criação da loja online e diversos canais de vendas
  • Formulário dinâmico dentro da sua loja virtual
  • Relatórios automatizados com informações dos passageiros
  • Promoção de passeios online com cupons de desconto
  • Gestão da empresa com relatórios práticos
  • Pedidos com sistema automatizado e intuitivo
  • Tarefas operacionais e financeiras centralizadas em nosso sistema
  • Disponibilidade atualizada em tempo real

Tudo isso melhora o seu trabalho e o atendimento ao cliente, potencializando o serviço oferecido na internet, ambiente mais usado pelos viajantes hoje em dia. Sinceramente, só fica fora do virtual quem não tem intuito de ganhar dinheiro. E você quer exatamente o contrário, não é mesmo?

Conte com o Paytour para dar um up em seu negócio!

Compartilhe esse post
Marcus Borges
Marcus Borges
Inovar o turismo, potencializando experiências e transformando resultados.

Outros artigos que separamos para você

8 dicas que irão te ajudar com as vendas de final de ano

Sabemos que com a chegada das festas de fim de ano, o número de demandas em lojas virtuais tende a crescer consideravelmente em todos os nichos de mercado, principalmente para os que atuam com o turismo, uma vez que esse é o período do ano onde as pessoas tiram férias/recesso ou simplesmente aproveitam os feriados […]

LEIA MAIS →

Explore os recursos de SEO e garanta bons resultados pós pandemia

A otimização de sua loja virtual de passeios turísticos é algo extremamente necessário para melhores resultados. O primeiro passo se dá com a indexação das páginas publicadas por você na internet, mas você precisa ir além e obter as melhores posições nas buscas. Sabemos que há inúmeras páginas, de diversos segmentos, inclusive concorrentes diretos do […]

LEIA MAIS →

Como o seu e-commerce de turismo pode atuar na Black Friday

A Black Friday trata-se de uma tradição estadunidense que se caracteriza pela redução no valor de produtos e serviços comercializados durante a última sexta-feira do mês de novembro. A prática de dar desconto aos clientes nesse período se popularizou também aqui no Brasil, se iniciando em 2010 pelos e-commerces, e hoje é muito usada em […]

LEIA MAIS →
Ainda não vende seus atrativos na internet?
Clica aqui que a gente te liga