Descubra o que é e como promover acessibilidade e inclusão no turismo

Como sempre afirmamos nos conteúdos postados aqui no nosso blog, fazer turismo é uma prática tão importante quanto trabalhar, por exemplo.

Afinal, o turismo é sinônimo de qualidade de vida, bem-estar e saúde, principalmente nos âmbitos emocional e psicológico.

Por esses e outros motivos, garantir acessibilidade e inclusão no turismo é fundamental, uma vez que existem milhões de pessoas com algum tipo de deficiência e/ou dificuldade de locomoção que precisam ter os seus direitos a uma vida plena assegurados.

Mas, o que de fato é acessibilidade?

Como esse conceito chega ao turismo?

Como promover a acessibilidade e a inclusão dentro do mercado turístico?

Ao longo desse artigo nós tratamos desse assunto, aprofundando conceitos, apontando responsabilidades e indicando como você, empreendedor do turismo, pode tornar o seu negócio mais acessível e inclusivo. 

Acompanhe com atenção!

Antes de qualquer coisa, entenda o conceito de acessibilidade e inclusão

Ao contrário do que possa soar na mente de muitas pessoas, os termos acessibilidade e inclusão remetem à garantia de acesso a todas as pessoas, sem exceção.

Para exemplificar melhor, um lugar realmente acessível e inclusivo deve ter:

  • Placas, letreiros, panfletos e outros com informações visíveis e legíveis.
  • Instrumentos de apoio a portadores de deficiência física (corrimões, rampas, barras de apoio, etc).
  • Instrumentos de apoio a portadores de deficiência auditiva, visual e/ou mental (textos em braille, informações descritas em Libras, etc).
  • Ambientes propícios à circulação de pessoas obesas ou com sobrepeso.
  • Equipamentos de amparo a idosos, pessoas com mobilidade reduzida, gestantes e crianças menores de 5 anos.

Esses são apenas alguns exemplos de elementos comuns no desenvolvimento de ambientes mais acessíveis e inclusivos.

Todo esse contexto deve levar em consideração um conceito chamado de Desenho Universal, que versa sobre a necessidade de se arquitetar espaços, quer físicos ou virtuais, que consigam acolher todas as pessoas, a qualquer momento.

De toda forma, o objetivo do aumento da acessibilidade é garantir que todas as pessoas, sem exceção, tenham autonomia, conforto e segurança.

O que é acessibilidade e inclusão no turismo?

De forma resumida, podemos dizer que garantir acessibilidade e inclusão no turismo é o mesmo que assegurar que todas as pessoas possam fazer turismo, independente da sua condição física ou mental.

Esse conjunto de práticas passa, principalmente, pelo entendimento das deficiências e condições diversas que um turista pode apresentar.

Nesse sentido, cria-se a importância de adaptar destinos, atrações turísticas e os serviços associados para que se tornem acessíveis e inclua esses turistas no contexto.

Como citamos no tópico anterior, essas iniciativas vão bem além de apenas instalar corrimões e calçadas rebaixadas.

Ambientes com uma real proposta de acessibilidade dispõem de todo um aparato que inclui até mesmo mudanças no atendimento e na linguagem utilizada para comunicação.

Além disso, vale dizer que a real garantia de acessibilidade e inclusão no turismo se dá quando há a união de governos, entidades representativas e empreendedores para fomentar essas melhorias.

Quais são os desafios para a implantação de um turismo mais acessível no Brasil

Uma pesquisa divulgada pelo IBGE em 2019 apontou que 8,4% da população do Brasil tem algum tipo de deficiência.

Esse percentual pode parecer pouco em um primeiro olhar, mas na verdade corresponde a mais de 17 milhões de pessoas.

Como se isso já não bastasse, ainda existem outros problemas mais graves que muitas vezes impedem o desenvolvimento de acessibilidade e inclusão no turismo. Os principais são:

  • Altos índices de amadorismo dentro do mercado turístico nacional.
  • Falta de políticas públicas eficazes voltadas à essa temática.
  • Não realização de estudos de caso abrangentes para melhoria da acessibilidade nos principais pontos turísticos do país.
  • Déficit infraestrutural e educacional no que diz respeito às necessidades das pessoas que precisam de mais acessibilidade.

Contudo, apesar do cenário complicado, é sim possível melhorar os índices de acessibilidade e inclusão no mercado turístico brasileiro.

De quem é a responsabilidade de garantir que os serviços e produtos turísticos sejam acessíveis?

Os responsáveis por garantir acessibilidade e inclusão no turismo são atores públicos e privados posicionados no mercado turístico.

Essa afirmação tem como base documentos universais como a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI) e o 8° artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Resumidamente, os governos e entidades relacionadas ao turismo nacional têm por obrigação garantir o cumprimento de leis e políticas públicas voltadas à acessibilidade e inclusão.

Como exemplo, é papel dos governos e suas sucursais tornar museus, praias, parques e outros locais de visitação mais acessíveis e inclusivos.

Já o setor privado do turismo, que engloba os empreendedores e prestadores de serviço, fica com a parte da adequação e acolhimento das normas estabelecidas.

De toda forma, é necessário ler e entender os textos legais propícios, além de investir em educação sobre o que de fato é acessibilidade e inclusão.

Quais são as exigências legais em torno desse assunto?

Livro em braile para dar acessibilidade e inclusão no turismo

Nos capítulos 9 e 10 da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência estão descritas a maioria das diretrizes básicas no que diz respeito à acessibilidade e inclusão no turismo.

Como exemplo dessas diretrizes, podemos destacar:

  • Os hotéis, pousadas e similares devem ser construídos observando-se os princípios do Desenho Universal, além de adotar todos os meios de acessibilidade, conforme legislação em vigor (artigo 45 do capítulo 9).
  • Os estabelecimentos já existentes deverão disponibilizar, pelo menos, 10% de seus dormitórios acessíveis, garantida, no mínimo, uma unidade acessível (alínea 1ª, artigo 45 do capítulo 9).

No restante do texto legal podemos observar diversas outras disposições sobre o que deve ser feito por todos no sentido de promover acessibilidade e inclusão.

Para nortear entidades e empreendedores do turismo brasileiro sobre o assunto, o Ministério do Turismo lançou em 2014 o Programa Turismo Acessível.

Essa iniciativa do Governo Federal traz todos os principais pontos de atenção relacionados à acessibilidade e inclusão no turismo. Vale a pena consultá-lo!

Como o empreendedor do turismo pode oferecer mais acessibilidade e inclusão aos seus clientes?

O primeiro passo para garantir que o conceito de acessibilidade e inclusão no turismo chegue ao seu negócio é investir na educação.

Portanto, se você tem um empreendimento no setor turístico e quer saber mais sobre o assunto, consuma materiais oficiais, como a LBI e o Programa Turismo Acessível.

Entender essas pré-disposições e colocá-las em prática atrai os olhos para o seu negócio, sobretudo do público alvo dessas disposições.

Por outro lado, essas iniciativas beneficiam toda a sociedade, pois fortalecem conceitos de igualdade, tolerância e acolhimento que são caros hoje em dia.

Nesse sentido, você pode:

  • Adaptar acessos físicos ao seu estabelecimento
  • Investir numa comunicação inclusiva, com textos em braile e libras, por exemplo
  • Criar canais de comunicação exclusivo para portadores de deficiência
  • Criar promoções para pessoas com dificuldade de locomoção
  • Ajustar a logística do seu negócio para receber portadores de deficiência
  • Investir no treinamento de atendentes, para que saiba lidar com portadores de deficiência

Lembre-se: mais que uma obrigação ou uma oportunidade de aumentar os lucros, investir em acessibilidade e inclusão no turismo é um gesto de humanidade!

Compartilhe esse post
Irineu do Paytour
Irineu do Paytour
Analista de Marketing e Comunicação do Paytour.

Outros artigos que separamos para você

10 anos da Lei do E-commerce - o que mudou de 2013 até hoje

Em geral, a Lei do E-commerce trata de direitos e deveres das empresas que atuam na internet. Entenda melhor essa lei e saiba como se adequar a ela!

LEIA MAIS →

Como trabalhar com ecoturismo? Veja algumas dicas sobre a profissão e aprenda tudo sobre esse universo!

O ecoturismo está em constante ascensão e promete bons retornos a quem decidir investir nele. Veja aqui orientações para começar a trabalhar na área.

LEIA MAIS →

Recurso SEO: um Paytour cheio de possibilidades para você

Talvez você ainda não saiba muito bem o que é SEO, ou talvez nunca tenha ouvido falar sobre, mas não se preocupe, a gente explica direitinho para você do que se trata, como funciona em nosso sistema e ainda como isso pode contribuir para o sucesso do seu negócio. Trata-se de um recurso que possibilita […]

LEIA MAIS →

Solução

Acompanhe nossas redes sociais

Fale com a gente

Comercial

[email protected]

Suporte

Avaliações

Credenciado

Credenciado

Aceleração

Desenvolvido por Paytour

Vende passeios, atividades ou atrativos turísticos?