Leitura: 2 minutos

Como já sabemos, com a pandemia causada pelo COVID-19 o setor de turismo foi um dos mais afetados, e isso fez com que as buscas por passagens, passeios e demais atrativos turísticos e atividades de lazer relacionadas a esse âmbito, viessem a ter uma redução drástica.

Por outro lado, foi o momento ideal para que os gestores de turismo, que ainda não tinham uma boa presença online, viessem a investir de maneira efetiva em suas redes sociais, sites, blogs, e-commerces e afins. 

Sendo possível, dessa forma, levar ao público, que estava em isolamento social, se protegendo do vírus, e cada vez mais presente a na internet, seus produtos e as experiências proporcionadas ao realizarem os serviços.

Segundo o portal E-Commerce Brasil, com informações fornecidas pelo relatório Setores do E-commerce no Brasil, elaborado pela Conversion, (consultoria especializada em marketing e comércio eletrônico) o e-commerce registrou recorde em julho, que se consolidou como o terceiro melhor mês da história, com um crescimento de 25%, e, apesar do turismo ser atualmente o setor mais afetado pela pandemia, devido a queda significativa de 56% desde o início da crise, quando comparado a janeiro, ele também é o que mais tem crescido mensalmente (30% em relação ao mês anterior), segundo a Conversion. Se comparado ao ano passado, o percentual é de -63%.

Já no mês de julho, o turismo registrou crescimento de 29,60%, o que mostra a tendência e adesão dos gestores de turismo se adaptando a realidade de pandemia, bem como os clientes, que passaram a planejar suas viagens com mais cautela e dedicação.

Nesse sentido, podemos considerar a importância e relevância do primeiro contato do turista com o seu negócio, que será feito através do site da sua empresa ou de sua loja virtual, em uma simples pesquisa na web possivelmente realizada no conforto de casa, com toda praticidade e facilidade que a compra virtual proporciona ao público.

Assim, se torna mais fácil planejar viagens e selecionar os passeios desejados, aproveitando o melhor dos seus serviços de turismo, tomando todas as medidas de segurança indicadas pelos órgãos competentes.